Cafeína e Esporte

Tendo em vista os dados disponíveis na literatura, a Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva se posicionou em relação à utilização de cafeína e sua influência na performance de atletas (Guest et. al 2021).

Benefícios

A suplementação com cafeína mostrou aumentar a performance no exercício na maioria dos estudos, melhorando o desempenho tanto de indivíduos treinados quanto não treinados. Alguns dos benefícios observados foram: resistência muscular, velocidade de movimento, força muscular, corrida, salto e desempenho de arremesso, assim como funções específicas para esportes que demandam tanto vias aeróbicas, como anaeróbicos

Dosagem e variantes genéticas

A performance tende a aumentar quando a cafeína é consumida em doses de 3-6 mg/ kg de peso, quantidade que não precisa ser ultrapassada. Doses muito altas de cafeína (9 mg/ kg) estão associadas a efeitos colaterais, como dor de cabeça, ansiedade e insônia, sendo assim, não proporcionam efeito ergogênico adicional. Já a quantidade mínima efetiva de consumo permanece incerta, porém estima-se que seja inferior a 2 mg/kg de peso. Esse consumo normalmente é efetuado 60 minutos antes do exercício. Apesar disso, o tempo ótimo de consumo desse suplemento varia de acordo com a sua fonte e a individualidade de cada pessoa.

A maioria dos indivíduos apresentou resposta ergogênica para a função cognitiva, incluindo atenção e vigilância, e performance física.  Esses efeitos também podem ser observados em indivíduos com privação de sono. Outros fatores que podem ser destacados são que, o uso de cafeína em conjunto com exercícios de resistência no calor e em altitude é bem suportado quando as dosagens variam entre 3 e 6 mg/ kg e 4- 6 mg/kg respectivamente.  

Fontes de cafeína

Além disso, fontes alternativas de cafeína, como gomas de mascar cafeinadas, bochechos e géis têm mostrado aumento de performance, principalmente em exercícios aeróbicos e bebidas energéticas se mostraram eficientes tanto para o rendimento aeróbico quanto anaeróbico. Contudo, mesmo quando a mesma dose de cafeína é comparada entre diferentes fontes, para que haja o controle mais específico sobre a dosagem que está sendo administrada, a suplementação em cápsulas tende a ser a opção de mais fácil controle.

 

*fonte: https://scienceplay.club.hotmart.com/t/page/a4RLNBor7n

 

Elaborado por Nutricionista Bruna Champe CRN-12657

Contatos

email: [email protected]

instagram: nutribruna_champe

Whatsapp: 54- 9 91970870

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posso lhe ajudar?