Dicas para você aumentar a sua imunidade

O sistema imunológico pode ser dividido em duas partes: imunidade inata e imunidade adaptativa. Imunidade inata é a primeira defesa natural do corpo contra qualquer intruso. Independentemente de qual seja a ameaça, esse sistema busca impedir sua entrada no organismo, atuando na pele e no intestino, por exemplo. Se já entrou, a imunidade inata tenta, de diversas maneiras, neutralizar o invasor.

Quando o invasor sobrevive a todos os ataques do sistema inato, células chamadas dendríticas absorvem e carregam as informações sobre esta ameaça resistente para as células do sistema adaptativo. Com base nas informações colhidas, o sistema adaptativo é capaz de ativar novas estratégias de defesa, mais relacionadas àquele invasor específico, o que aumenta as chances de sucesso.

Como todo sistema, nossa defesa depende de muitas variáveis para funcionar com toda a sua força. Esta afinação está diretamente ligada à boa nutrição e a hábitos saudáveis, como uma boa noite de sono e a prática de atividades físicas.

Abaixo separamos algumas dicas para você consiga melhorar seu sistema imunológico

Confira algumas dicas práticas do que você pode adotar agora para fortalecer seu sistema imunológico:

  1. Controle seu estresse

Além da pressão do dia a dia, toda a preocupação extra com a situação aumenta os níveis de estresse, o que pode prejudicar o sistema imunológico, tornando-o mais vulnerável a infecções. Algumas ferramentas para aliviar o estresse incluem:

  • Meditação

A mudança na consciência, causada pela meditação, provoca uma mudança na biologia. Quando estamos calmos e em paz, liberamos hormônios, como a serotonina, oxitocina e dopamina, que ajudam a estabilizar o sistema imunológico.

  • Ouvir música relaxante

A música calma diminui a pressão arterial, estabiliza o batimento cardíaco e alivia o stress. Há também evidências de que ouvir música pode estimular o funcionamento do sistema imunológico, diminuindo os hormônios do estresse e aumentando o hormônio de crescimento.

  • Praticar atividade física

O exercício aeróbico provoca a liberação de hormônios que ajudam a aliviar o estresse e promovem uma sensação maior de bem-estar. Além disso, a contração rítmica da musculatura que é gerada em qualquer tipo de exercício aumenta os níveis de serotonina.

  1. Coma alimentos que estimulam o sistema imunológico

Aquela antiga dica de comer alimentos ricos em vitamina C para curar a gripe continua valendo, mas este não é o único nutriente que ajuda a fortalecer nossas defesas. Entre os alimentos recomendados estão a cebola, os cogumelos e os ricos em:

  • Vitamina C: laranjas, frutas, pimentões e vegetais verdes folhosos escuros;
  • Vitamina D: peixes gordurosos, ovos e atum;
  • Zinco: ostras, carne, cordeiro, espinafre, aspargos, gergelim e sementes de abóbora;
  • Selênio: castanha-do-pará, sementes e carnes de animais alimentados com capim;
  • Fibras prebióticas: vegetais folhosos, casca das frutas, grãos, raiz de chicória, alcachofra, entre muitos vegetais.

 

  1. Consuma suplementos que aumentem a sua imunidade

Mais da metade da população brasileira tem baixos níveis ​​de vitamina D, o que leva a uma recomendação geral pela sua suplementação para todos, sejam eles saudáveis ​​ou não. Da mesma forma, a ingestão de outras vitaminas em compostos multivitamínicos e de ácidos graxos ômega-3 vem sendo recomendada pelos baixos níveis encontrados na população em geral. Além desses suplementos, há outros que têm participação no fortalecimento do sistema imunológico. Confira:

 

  • Whey Protein

Muito utilizada por atletas, a proteína do soro de leite está diretamente associada à recuperação e ao ganho de massa muscular. Mas o que poucos sabem é que seus benefícios abrangem também a função imune. Pesquisas apontam para sua ação como precursor de antioxidantes, desintoxicantes e imunopotencializadores, podendo trazer benefícios na busca de uma saúde plena e estável.

Além disso, o whey contém os precursores para a síntese da glutationa, um dos mais importantes antioxidantes do nosso organismo. Esta molécula é bastante conhecida por seu potencial para limitar o excesso de radicais livres, que estão associados a várias doenças.

Porém, estudos mais recentes mostram que a glutationa também desempenha outros papéis no sistema imunológico, como o combate à inflamação pulmonar causada por infecções. Um estudo clínico mostrou que a ingestão de um dos principais precursores da glutationa melhorou os parâmetros de imunidade em pacientes infectados pelo vírus da influenza.

  • Probióticos e prebióticos

Probióticos são suplementos alimentares que contêm bactérias vivas benéficas ao hospedeiro, favorecendo o equilíbrio de sua microbiota intestinal. O intestino contém cerca de 100 trilhões de células bacterianas, e os probióticos afetam de maneira positiva esses micro-organismos, aumentando o número de bactérias benéficas e diminuindo as que podem causar doenças.

As fibras prebióticas também exercem diversas funções importantes no organismo. Em relação ao sistema imunológico, uma de suas funções é nutrir as boas bactérias que existem naturalmente no intestino. Esse processo não apenas fortalece e aumenta significativamente as bactérias boas, como também ajuda a suprimir as bactérias ruins, promovendo um terreno ideal para uma boa saúde intestinal.

 

Mantenha todos os elementos em harmonia e você conseguirá um sistema imune forte e quase inabalável. Mas não se esqueça, não é do dia para a noite que isso vai acontecer, você deve manter esse estilo de vida para sempre. Só assim terá a certeza que terá um envelhecimento saudável e sem utilizar aquele monte de medicamentos.

Elaborado por Nutricionista Bruna Champe CRN-12657

Contatos

email: [email protected]

instagram: nutribruna_champe

Whatsapp: 54- 9 91970870

 

 

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posso lhe ajudar?