Sarcopenia em Idosos

A sarcopenia é a perda de massa muscular. Ela pode acontecer por fatores como desnutrição, mas, principalmente, pela idade. À medida que envelhecemos, nosso nível de testosterona diminui. A testosterona é considerada um hormônio anabolizante, pois garante o ganho de massa muscular.

O corpo produz a testosterona naturalmente, em homens e mulheres, sendo nas mulheres em menor quantidade. Quando aliamos a produção diminuída pela idade, o sedentarismo e uma alimentação inadequada, o resultado é uma perda acentuada da massa muscular. Alguns especialistas estimam que aos 70 anos a pessoa possui cerca de 50% a menos de músculos em relação à sua juventude.

No início, a sarcopenia passa despercebida. Ela se inicia por volta dos 30 anos, com perdas mínimas a cada ano. Se você tem mais de 30, e mantém uma rotina de trabalho, casa, família, atividades físicas entre outras coisas ou seja, você se mantém em movimento, isso ajuda a reduzir essas perdas.

A partir dos 60 anos, no entanto, com mudanças na rotina e metabolismo, as perdas começam a ficar mais acentuadas. As tarefas do dia a dia ficam mais difíceis, por exemplo, subir escadas, carregar sacolas de compras, levantar da cama ou cadeiras. Você já deve ter percebido que idosos costumam precisar de um apoio para as mãos ao levantar-se de uma cadeira, enquanto pessoas mais jovens fazem isso sem apoio.

Em casos mais graves, a pessoa não consegue mais se levantar sozinha, andar, sofre com desequilíbrios e quedas frequentes. Porém, existem alguns exames e testes clínicos que podem ser feitos para verificar a ocorrência da sarcopenia e acompanhar seu desenvolvimento. E um desses testes é a avaliação do percentual de gordura X massa magra.

A sarcopenia é considerada uma condição grave, já que, a longo prazo, ela influencia na independência da pessoa. Contudo, não precisa entrar em desespero, pois ela tem tratamento e, mais importante ainda, é possível preveni-la.

O primeiro ponto, tanto para o tratamento como para a prevenção, é fazer exercícios de força. Você precisa se movimentar, requisitando os músculos do corpo e os forçando. É como se você mandasse uma mensagem pelo corpo: “eu preciso dos meus músculos e eles são úteis para mim”. O seu corpo é inteligente. Ele não vai deixar as fibras musculares se degradarem se elas forem usadas e requisitadas constantemente.

Normalmente, recomenda-se a musculação, pela segurança e possibilidade de progressão de pesos. O pilates também é uma excelente opção. Mas, também podemos pensar em fazer treinamento funcional, crossfit ou aulas de localizada.

Além dos exercícios, é preciso ficar de olho na alimentação. Para construir uma parede, você precisa de tijolos, certo? Imagine que a parede é o músculo. Para construí-lo, você precisa de aminoácidos, facilmente encontrado nas proteínas, que no exemplo são os tijolos. As proteínas podem ser de origem animal, como gado ou frango, ou vegetal, como a ervilha. O importante é que elas sejam ricas em aminoácidos, principalmente os essenciais. Além disso, alguns suplementos alimentares podem ajudar a alcançar a ingestão diária necessária, como o mix de aminoácidos essenciais.

Além dos tijolos, você precisa de cimento para levantar a parede. O cimento são as vitaminas e sais minerais, carboidratos e gorduras, que vão garantir a nutrição do corpo e a energia para se movimentar. Por isso, o acompanhamento nutricional é essencial. O profissional vai avaliar quais as suas principais necessidades e calcular quanto você precisa de cada um.

Agora que você já entendeu as causas e o tratamento da sarcopenia em idosos, procure por profissionais capacitados para começar a prevenção. Se você conhece e convive com algum idoso que já experimenta as limitações pela perda de músculos, converse com o geriatra para ver o que é possível fazer. Cuidar da saúde é garantir a qualidade de vida.

Elaborado por Nutricionista Bruna Champe CRN-12657

Contatos

email: [email protected]

instagram: nutribruna_champe

Whatsapp: 54- 9 91970870

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posso lhe ajudar?